Início / Hardware e Redes / Rede 5G está a caminho

Rede 5G está a caminho

rede-5G

A rede de tecnologia 5G encontra-se a caminho. Esta irá ter um grande impacto em todos os sentidos de como utilizamos a tecnologia. Irá distinguir-se pela velocidade ultra rápida e uma latência teoricamente menor que a tecnologia actual, a 4G.

Não confundir com as bandas de funcionamento das redes Wi-Fi, 2,4 GHz e 5 GHz, que são comprimentos de ondas e não gerações tecnológicas.

Esta geração tecnológica, a 5G, irá permitir ultrapassar barreiras, não só nos nosso equipamentos actuais, mas também em áreas como a condução automática de automóveis.

Mas esta tecnologia de rede móvel ainda não está disponível de momento. Esta complexa tecnologia necessita de uma união de esforços por parte de vários fabricantes de equipamentos e operadores, para que esta seja um sucesso.

O que é a rede 5G?

Explicação básica

5GNuma explicação básica, é a quinta geração de rede de dados móvel. A geração que precede à rede 4G / LTE, que por sua vez esta última precedeu à 3G e assim sucessivamente. Em Portugal, as operadoras móveis que deverão apostar nesta tecnologia são a Vodafone, Altice (MEO) e NOS.

Se acompanhou esta evolução, deve ter verificado o enorme salto em termos de velocidade que aconteceu com a introdução da rede 4G, em relação à geração anterior 3G… É esse o salto que irá sentir, quando passar a ter 5G…

Explicação mais técnica

3rd-generation-partnership-project-3gppNuma explicação mais técnica, “5G” é uma concordância de standards definidos pela ITU (União de Telecomunicações Internacionais) e a 3GPP (3ª Geração de Projecto de Pareceria), que trabalham juntas com fabricantes de hardware e operadoras para definir o que a rede 5G é na realidade.

Finalmente, nos meses passados, chegamos a 2 definições gerais: a rede não independente 5G, que é construída por cima da existente LTE e a independente 5G, para as zonas onde não existe necessariamente infraestruturas 5G.

Os primeiros standards estão finalmente terminados

As normas do não independente 5G foram concluídos em Dezembro de 2017, enquanto os independentes 5G terminaram recentemente em Junho de 2018. A primeira rede 5G deverá já ser lançada já em 2019, baseada assim nas não independentes.

De uma perspectiva técnica, o que faz com que a rede 5G seja uma 5ª geração é um pouco mais complexo do que “é mais rápida”. Assim, existe uma enorme variedade de peças para conseguir atingir essas velocidades. Então, é necessário o uso de tecnologias de agregação de operadoras, múltiplas matrizes de antenas e espectros de frequências mais altas do que as bandas actuais, com ondas drasticamente mais pequenas em amplitude do que as utilizadas actualmente. No entanto, aumentando as frequencias, diminui-se o alcance, tal como acontece com a rede Wi-Fi, quando passamos de uma rede de 2,4GHz para uma rede de 5GHz. A passagem entre paredes e edifícios, torna-se uma tarefa árdua.

Isto significa que as especificações desta norma 5G, para as operadoras, não é uma tarefa fácil.

Operadoras móveis

5g_evolution

Em Portugal ainda nenhuma empresa de operadoras (Vodafone, MEO, NOS) ainda se pronunciou sobre o assunto. No entanto, nos Estados Unidos, já começa a ser comum isso acontecer.

No entanto, a maioria delas anda a fazer campanha enganosa desde 2017, com tecnologias 4G, dando o nome de 5G, como é o caso da AT&T. A Verizon, T-Mobile e Sprint já anunciaram que irão começar a implementar esta tecnologia em 2019.

Hardware

No que diz respeito a telemóveis com esta nova rede móvel, estamos mesmo no início deste “jogo”. A maioria das empresas encontra-se focada no lançamento de smartphones este ano, mas há poucos a desenvolve-los em 5G.

x50_modem

Qualcomm

Qualcomm não é uma fabricante de telemóveis, mas é uma peça importantíssima neste puzzle do 5G. Esta fabricante é uma das maiores fornecedoras de modems e chipsets de processadores do mercado. Esta já se encontra no desenvolvimento do modem, o Snapdragon X50. Este modem está a ser fabricado em parceria com empresas gigantes como:

  • Nokia
  • Sony
  • Xiaomi
  • Oppo
  • Vivo
  • HTC
  • LG
  • Asus
  • ZTE
  • Sharp
  • Fujitsu

Adicionalmente, a Qualcomm anunciou recentemente as suas antenas QTM052 mmWave específicas para telemóveis, que poderão ser parte da chave para chegar a velocidades ultra-rápidas de internet 5G.

Intel

intelTal como a Qualcomm, a Intel é uma fabricante de componentes e não telemóveis. Os seus modems são utilizados principalmente, nesta indústria pela Apple, nos iPhones, mas com resultados normalmente piores que a Qualcomm.

A tecnologias 5G poderá vir a mudar esse rumo, com a intel já a anunciar o seu primeiro modem 5G para telemóveis, carros, drones e outros dispositivos em parceria com a Microsoft, Dell, HP e Lonovo.

Samsung

samsung logoA Samsung ainda não anunciou telemóveis 5G. No entanto a Samsung afirma que o seu novo modem Exynos 5100 é totalmente compatível com as normas de 5G da 3GPP.

Incluído nessa compatibilidade para os dois espectros electromagnéticos (sub-6GHz e mmWave) e os retroactivos 2G, 3G e 4G LTE, tudo num único chip. Agora será apenas necessário um telemóvel que o utilize.

Huawei

huawei logo

A Huawei fabrica os seus próprios processadores e modems. Anunciaram recentemente o seu chipset Balong 5G01 baseado nas normas 3GPP. Anunciaram também que irão lançar um smartphone com este mesmo chipset em Junho do próximo ano.

Motorola

A Motorola é a que se encontra mais perto de ter o primeiro telemóvel 5G no mercado. O Moto 3Z não suporta para já esta rede, mas a Motorola promete que irá suportar-la na Verizon no início de 2019, com um acessório extra.

LG

LG logoA LG anunciou que o lançamento do seu primeiro smartphone no mercado, a suportar estas redes, para o primeiro semestre de 2019. Irá funcionar com a rede da operadora Sprint. Como pareceira da Qualcomm, irá utilizar o modem Snapdragon X50 5G.

Xiaomi

Xiaomi-logoA Xiaomi está já a lançar anuncios sobre o seu flagship Mi Mix 3 e o seu director de produto, Donovan Sung, já confirmou o seu telemóvel com inexistência de bordas, incluírá suporte 5G quando for lançado. No entanto não existe a rede para que possa comprovar… Não é claro qual o chipset utilizado, para a compatibilidade com o 5G. No entanto, tal como a LG, a Xiaomi é uma parceira da Qualcomm…

Apple

appleNotavelmente ausente de tudo isto é a Apple. Por enquanto, a empresa manteve-se caracteristicamente de boca fechada, quanto aos seus planos para esta nova rede.

Referências: TheVerge

 

Artigos relacionados

Sobre Pedro Vasconcelos

Licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Superior de Engenharia do Porto. Técnico Especialista em Gestão de Redes pela ANFEI. Coordenador de Área de formação em TI na ATEC – Academia de Formação; Gestor de projectos e administrador de sistemas na registar®; Bloguer e YouTuber na tech.4u.pt

Veja também

análise ao Xiaomi Portable Mouse

Xioami Mi Portable Mouse – rato bluetooth + doungle USB

Análise e opinião do Xiaomi Mi Portable Mouse. Certamente um rato sem fios da Xiaomi …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.